Até que ponto o ENEM é efetivo no Brasil?

Com um INIMIGO aqui considerado “agressivo”, o Brasil não só formou muitos mais estudantes universitários do muitos países da América Latina (como Paraguai, Argentina e outros) , mas que, além disso, sua formatura anual vem crescendo a um ritmo maior do que a média.

aplicação de exames de conhecimentos ao final do ciclo secundário não impacta negativamente na graduação total universitária, mas que, justamente, promove o contrário. De fato, o Brasil tem um regime de renda “restritivo”, mas a sua formatura da universidade, não só é muito mais alta que a nossa, mas que além disso, esta diferença se amplia, ano após ano, porque o ritmo de crescimento anual da graduação universitária é maior no Brasil do que na Argentina.

Não há maior “restrição” que a falta de estímulos para a dedicação ao estudo na própria escola, porque o que não se estuda é nessa instância, é muito difícil recuperar na universidade. Não existem restrições para o acesso às nossas universidades, porque assim dispõe a Lei 27.204, mas o abandono e a evasão são muito elevados, já que, de cada cem alunos que entram para todo o sistema universitário argentino (estatal e privado), quase setenta não concluem seus estudos.

Um fim de semana muito diferente no Brasil e a Argentina, no próximo mês de novembro, é o prelúdio lamentável de dois futuros diferentes. Mas os jovens não são os responsáveis, porque os adultos definem a política educacional. Este exame ENEM aponta claramente para melhorar o nível de conhecimento dos estudantes de ensino médio no Brasil; há que se destacar que algo semelhante acontece nos países latino-americanos que também se aplicam exames para a conclusão do ciclo secundário.

Mas a aplicação do ENEM não trás um bom exemplo somente como método de avaliação do Ensino Médio (embora ainda mereça melhorias). Sobretudo, o que o Ministério da Educação consegue garantir é um sistema muito eficiente para lidar com grande volume de informações e alunos – coisa que se aplica por meio do INEP. Há muitos sites especializados para saber o local de prova (localdeprovaenem2019.com.br) ou então para saber como consultar o resultado (vestibular.brasilescola.uol.com.br) e entre outros auxílios midiáticos que vem a acrescentar na vida do estudante que busca a conclusão definitiva do Ensino Médio ou então uma oportunidade de entrar em universidades púbicas e privadas no país.

A ausência deste tipo de exames é uma clara desvantagem para os nossos alunos secundários, uma vez que deteriora o processo de estudo nessa escola. É comum ouvir de nossos professores universitários de primeiro ano destacar as grandes deficiências na preparação dos estudantes secundários e a elevada deserção.

Neste século XXI, uma nação não pode garantir o seu crescimento econômico e desenvolvimento tecnológico sem uma significativa graduação universitária de sua população. Se você continuar como até agora, continuaremos a comprometer ainda mais o futuro de nossos adolescentes.