Causas e tratamento sobre a Melasma

Ter manchas na pele já se tornou uma realidade muito comum em nosso país, por diversos motivos e causas, homens e mulheres possuem essa condição nos braços, colo e até no rosto. Porém, muitas dessas manchas não são simples manchas, trata-se do melasma, uma doença que não é rara e que é encontrada com facilidade em nosso país.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), estima-se que essa doença atinge cerca de 35% das mulheres no Brasil. De uma forma geral, o melasma atinge mais as mulheres, mas homens também são acometidos por ele. Por esses motivos, hoje você vai entender quais são as causas e tratamentos do melasma. Acompanhe a leitura e fique por dentro!

A imagem mostra dois proodutos naturais, que ajudam no tratamento da Melasma.

Entenda o que é melasma e o que causa essa doença

O melasma consiste em uma condição de pele que é caracterizada pelo surgimento de manchas com diversas tonalidades de cor no rosto, principalmente no nariz; bochechas; testa; queixo e lábios, ainda que menos comum, ele também pode atingir o pescoço, colo e os braços.

Essa doença não causa dor, ardência ou coceira, as manchas possuem formato irregular e o aparecimento delas varia de acordo com a exposição aos fatores de risco. Nesse sentido, é importante evidenciar que as causas do melasma ainda não são completamente conhecidas, mas o que já foi descoberto é que as células que produzem o pigmento da pele, os melanócitos, trabalham em excesso, causando hiperpigmentação, resultando em manchas.

Os fatores de risco que estão envolvidos no desenvolvimento do melasma, são: exposição solar de forma exagerada; luzes irradiadas por computadores; celulares e tablets; predisposições genéticas; fototipo (cor da pele); medicamentos e cosméticos; deficiência de zinco, bem como alterações hormonais devido a gravidez e o uso de anticoncepcionais.

Há muitos questionamentos sobre se o melasma tem cura ou se é possível eliminar melasma definitivamente, por isso é importante entender que o melasma é uma doença crônica e recidivante, isso significa que ele pode reaparecer em muitos casos, nesse sentido, a cura definitiva para o melasma é relativamente rara.

 

Saiba quais são os tipos de melasma

Muitos acreditam que há apenas um melasma, mas isso não é verdade. Essa doença possui variações e existem três tipos dela, com diferentes gravidades e padrões de manchas, confira agora.

 

1. Melasma epidérmico

Este tipo de melasma é o mais comum, e atinge a epiderme, que consiste na camada de proteção mais superficial da pele, nela existe mais concentração dos melanócitos. No melasma epidérmico, as manchas têm coloração na cor castanho, devido a maior concentração da melanina nos melanócitos e queratinócitos da epiderme. Geralmente, o melasma epidérmico é causado pela exposição ao sol sem proteção, mas também pode ser resultado de modificações hormonais, ainda assim este melasma possui uma resposta mais rápida ao tratamento.

 

2. Melasma Dérmico

Neste tipo, as manchas são mal definidas, e as suas cores são castanho-claro ou azul-acinzentada devido à proximidade com os vasos sanguíneos e ao aumento da melanina nos macrófagos, que não conseguem eliminá-la por completo. O melasma dérmico possui resposta mais lenta ao tratamento.

 

3. Melasma Misto

O melasma misto possui características dos dois tipos anteriores. Podendo ser caracterizado como uma mistura entre os dois. A coloração das manchas do melasma misto varia entre o marrom e o azulado.

 

Tratamento de melasma: Conheça quais são

Agora que você já sabe quais são as características do melasma e os três tipos dessa doença, você vai saber quais são as maneiras de tratá-la.

 

Oli-ola: Cápsulas de ativo natural

O oli-ola é um produto natural extraído do fruto da Olea Europaea, mais conhecida popularmente como oliveira. Esse ativo é muito utilizado devido às suas funções anti-inflamatórias e antioxidantes, além disso, ele é muito eficaz para tratar o melasma. O Oli-ola melasma age clareando as manchas da pele, além disso, Oli-ola resultados estimulam a renovação das células, inclusive a produção de elastina e colágeno, tratando o melasma. Oli-ola resultados em quanto tempo é muito relativo, pois o organismo de cada pessoa reage dentro de um tempo para corresponder ao tratamento.

 

Cremes com funções clareadoras

Creme para melasma e pomada para melasma, são as maneiras mais comuns para tratar a doença. Eles tratam a longo prazo e garantem resultados duradouros. A Hidroquinona, é um exemplo de creme para melasma, ela contém um princípio ativo clareador e é indicada no clareamento gradual de melasmas e deve ser usada em pequena quantidade (tamanho de um grão de ervilha).

Todos esses produtos você encontra na Dermo Manipulações, um empreendimento seguro que comercializa produtos de muita qualidade. É importante evidenciar que para fazer uso desses produtos que foram citados para tratamento de melasma, você precisa estar sob orientações e fazendo acompanhamento com um profissional de saúde habilitado, pois ele é capaz de verificar se a sua saúde está apta para fazer tratamentos com esses produtos.